Novidades

Hospital Santa Joana Recife lança Centro de Obesidade e Diabetes

Publicado dia às 11:00.
Hospital Santa Joana
Hospital Santa Joana Recife

Primeiro do Nordeste, Centro vai atender pacientes obesos de forma multidisciplinar e com estrutura adaptada

A obesidade é um problema crônico que tem números alarmantes em todo o mundo. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) existem mais de 2 bilhões de pessoas com sobrepeso ou obesidade no mundo. O sobrepeso corresponde a pessoas que tem o Índice de Massa Corpórea (IMC) entre 25 e 30. No Brasil, 53% da população têm sobrepeso ou obesidade, e 39 milhões são obesos. Já em Pernambuco, de acordo com levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Ministério da Saúde e Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), mais de 1,5 milhões de pessoas são obesas.

 

Diante desses números e com o objetivo de atender o paciente obeso de forma integrada e em um só lugar, o Hospital Santa Joana Recife (HSJR) lança o Centro de Obesidade e Diabetes. A Unidade, que é a primeira da área no Norte e Nordeste, vai atuar com uma equipe de profissionais de saúde, e médicos de diferentes especialidades para um melhor acompanhamento, de forma multidisciplinar, além de ter infraestrutura para realizar todos os exames pré ou pós-operatórios no mesmo dia e em um só lugar, no Santa Joana Recife Diagnóstico.

De acordo com Dr. Josemberg Campos, cirurgião bariátrico e Coordenador do novo Centro, a diferenciação está na assistência prestada. “O tratamento da obesidade pode ser clínico, endoscópico ou cirúrgico. No novo Centro, o principal objetivo é promover uma melhor qualidade de vida para as pessoas com obesidade, através de orientação, prevenção ou tratamento, e acompanhamento em longo prazo, sendo um trabalho diferenciado para deixar o paciente mais seguro”, afirma.

O Centro de Obesidade e Diabetes do HSJR vai contar com os seguintes especialistas: clínico, endocrinologista, nutricionista, psicólogo, cirurgião bariátrico, fisioterapeuta, cardiologista, educador físico e cirurgião plástico. “Inicialmente, o paciente realizará uma primeira consulta, e de acordo com esta avaliação inicial, será encaminhado para o tratamento mais adequado”, explica Dr. Josemberg.

Para atender pacientes superobesos, o Hospital adquiriu camas que suportam até 340kg. Além disso, obesos são internados preferencialmente numa ala específica. O centro cirúrgico e alguns apartamentos estão sendo adaptados, e assim portas, banheiro, cama, maca, mesa cirúrgica e móveis serão adquiridos especificamente para esta finalidade.

A estrutura tem capacidade para realizar 800 consultas e 60 cirurgias bariátricas por mês, entre elas as robóticas, com a utilização do robô Da Vinci, o Si HD. A utilização da robótica em procedimentos de redução de estômago permite que os médicos tenham mais precisão e alcancem locais que antes eram de difícil acesso. Para os pacientes, isso representa mais segurança nos procedimentos e uma melhor e mais rápida recuperação, uma vez que o procedimento é menos invasivo.

Com o lançamento do Centro de Obesidade e Diabetes, “o Hospital Santa Joana Recife se torna referência no tratamento de obesos e pessoas com distúrbios metabólicos, principalmente diabetes. Estes pacientes apresentam problemas de tratamento clínico e/ou cirúrgico e são provenientes de Recife ou de outras cidades do Norte e Nordeste”, explica o Dr. Érico Higino, endocrinologista do Centro no HSJR. Além disso, também serão realizados cursos e eventos científicos para pacientes e profissionais de saúde sobre obesidade e as diversas doenças associadas.

 

Sobre o Santa Joana Recife

Fundado em 1979, o Hospital Santa Joana Recife recebeu, em 2012, a acreditação da Joint Commission International (JCI) – a mais importante entidade certificadora de serviços de saúde no mundo – e, em 2015, a recertificação. Atualmente, conta com 180 leitos, sendo 69 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), distribuídos entre UTIs adulta, coronariana, pediátrica, neonatal e de cuidados especiais, além de três centros cirúrgicos. Atualmente, o hospital atende uma média de 8 mil pacientes/mês na emergência e realiza cerca de mil procedimentos cirúrgicos por mês. Ao todo, a instituição conta com cerca de dois mil colaboradores. Possui uma das maiores emergências privadas do estado de Pernambuco, com nove especialidades em regime de plantão: clínica geral, neurologia, traumatologia, cirurgia geral, ginecologia, cardiologia, pediatria, ultrassonografia e anestesia.

Cadastre-se e receba novidades por e-mail